Conto de som e fúria

Caros e caras,

Fui assistir, na quinta-feira (01/12), ao filme Você vai conhecer o homem dos teus sonhos (You Will Meet a Tall Dark Stranger, EUA/Espanha, 2010). Sou suspeito pra falar dos filmes de Woody Allen, pois gosto até dos que são medianos, o que não é o caso aqui. Este é um filme sutil. Não consegui definir se é uma comédia ou um drama, pois há elementos de ambos. Acho que poderia chamá-lo de “comédia de costumes”, no sentido francês de comédie, ou seja, teatro.

A inspiração Shakespereana é explícita desde o começo: trata-se de um “um conto de som e fúria, narrado por um tolo, e significando nada!” (“a tale told by an idiot, full of sound and fury. signifying nothing”, Macbeth, Ato 5, Cena 5). No melhor estilo do: ouça quem quiser. Posso dizer que não me arrependi. Allen é um filósofo da alma humana, dos conflitos morais limítrofes de crimes. Este é o tema central de sua obra: a fraqueza moral do ser humano, confrontado com escolhas às vezes banais, e com consequências trágicas, ou tragicômicas. É este ridículo da condição humana que o diretor consegue explorar como ninguém. Pode-se relacionar este filme a outros do autor como: Hannah e suas irmãs (1986), Crimes e pecados (1989), Match Point (2005), O sonho de Cassandra (2007), para citar apenas alguns.

Neste último filme (sem contar o que está gravando com participação de Carla Bruni) conta com a atuação de Anthony Hopkins, Antonio Bandeiras e Naomi Watts, entre outros, Não gosto de contar o enredo dos filmes, assim como não gosto, em geral, de ler resenhas a respeito de filmes que ainda não vi, que geralmente contam muito mais do que deveriam. Então, não vou entrar nos detalhes da trama. Basta dizer que a história envolve um homem em crise de idade (Hopkins), um escritor em crise criativa e conjugal e uma mãe com tendências místicas. O filme é admiravelmente conduzido, e é, sim, um conto cinematográfico.

Pode não ser para o gosto de todos, então, não vou dizer: assista que v. vai gostar. Porém, se já é fã de Woody Allen, então posso dizer seguramente que não vai se decepcionar. É tão bom quanto o anterior, Tudo pode dar certo, apenas com um tom mais amargo.

Abs. a todos,

Luiz Paulo Rouanet

Anúncios
Esta entrada foi postada em Filmes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s